bom x ruim


Vou fazer este post de uma maneira um pouco diferente. Vamos dividir em duas partes, o que eu gosto e o que eu nao gosto nesse pais. (obviamente, isso pode e deve mudar ao longo do tempo. Esse post e valido apenas durante esse periodo de 3 semanas).

Eu gosto:
- Das pessoas. Sao educadas e esperam a gente sair do onibus/metro pra poder entrar;

- Das ferramentas. As paradas aqui sao boas e baratas (comparativamente) Ja tenho em casa: furadeira, chaves, etc, etc, e tipo, da uma facilitada boa na vida.

- Do horario. Se o onibus ta marcado pra passar as 10:23, pode esperar que é nesse horario que ele vai passar. E o melhor, o motorista eh educado;

- Facilidade para se locomover. Aqui é relativamente facil de andar, e em aproximadamente 2 semanas, a gente ja sabia ir e vir;

- As coisas de informatica sao baratas. Apesar de nao poder ficar gastando $$$ agora, eu sei que algum dia eu vou poder...


Eu nao gosto:

- Do nome das ruas. Da pra morar em uma rua chamada SemKus? Apelidei essa rua carinhosamente de prisao de ventre (pra poder manter um certo nivel aqui no blog).

- Dos nativos que percebem que voce nao ta entendendo nada (ou sera que nao percebem?) e continuam falando rapido. As vezes, a gente fica olhando pra outra pessoa com aquela cara de "nao to entendendo nada" e os caras nem se tocam. Ainda bem que as coisas sérias que nos tivemos que resolver, foram na boa...

- Do calor. Eu queria saber quem foi o infeliz que disse que aqui so fazia frio ... po, esses dias tem feito um calorzinho bacana ... da até pra ficar suando dentro de casa. Faltou so a praia. (Ta bom, sei que em breve eu vou me arrepender disso, mas como eu disse, esse post tem prazo de validade).

- De nao ter carro. Sei que isso é uma coisa temporaria, mas francamente, ficar carregando peso no lombo é dose. Ja foi época que eu aguentava isso, mas agora a idade ja se faz presente.

- Das paredes. Essa porcaria aqui parece que é feita de papelao. Sei que da uma isolada boa no frio, mas po, pra prender alguma coisa na parede é um parto. Isso quando nao acontece da gente prender e a porcaria cair com reboco e tudo (é, isso aconteceu comigo).

- Das filas: Esse povo faz fila pra tudo, mas respeitar que é bom, nada... Quando a gente vai pegar o onibus la na Plamondon, a porcaria da fila comeca a entrar no onibus dependendo de que lado ele para mais perto. Tipo, se ele para mais perto do fim, entao a fila anda do fim pro comeco. Esses esquema de FIFO (quem é de informatica sabe do que eu to falando, quem nao é, é algo do tipo, primeiro a entrar, primeiro a ser servido) aqui nao funciona.

Bom, é isso...
Depois eu atualizo mais esta lista.

Publié parPedro Fernando  

5 commentaires:

daniela pedrinha disse... 11 setembro, 2007  

Hehehe Pedro... tô aqui imaginando a sua cara ao falar o nome da rua e mais ainda, qdo foi pregar o quadro na parede..

Mas com isso tudo, vcs ainda estão em vantagem meu caro. Aproveite!

inertia disse... 12 setembro, 2007  

Bom que vcs arrumaram um lugar perto de supermercado... imagina pegar ônibus carregando um monte de saco!

***Zaninha*** disse... 20 setembro, 2007  

Muuuiiiiittttoooo bom este post....estou visitando o blog de vcs diariamente e confesso que a natureza dos detalhes é bárbara!

Bjs Rosana.

* Tomei a liberdade de reportar este post no meu blog que não se importarem...

Michèle Aguiar disse... 20 setembro, 2007  

Oi Rosana,

Sem problemas, pode reportar o post sempre que você quiser. Só não esqueça de deixar o endereço do seu Blog da próxima vez pra que a gente possa visitar.

bjos, Michele / Pedro

Patricia disse... 28 setembro, 2007  

Olá Michéle, adorei ler o seu blog pq. eu e meu marido estamos planejando morar em Quebec e seu blog tem nos incentivado ainda mais, adoro os detalhes. Por favor, conte-nos mais sobre trabalho...vc. está trabalhando?? Qual é a sua profissão?? Ou o seu marido já está trabalhando? Obrigada e boa sorte!!

Postar um comentário